19/02/2018

Descubra a vida saudável e animada dos esportistas

Faz tão bem para a saúde praticar esportes que os esportistas têm um dia só para eles: 19 de fevereiro. A data tem o objetivo de incentivar, conscientizar e homenagear a prática do esporte como meio para o desenvolvimento de uma vida muito mais saudável.

O exercício físico aliado a uma alimentação saudável e adequada é recomendado por todos os especialistas na área da saúde para manter uma boa qualidade de vida. O esporte também ensina a trabalhar em equipe, melhora concentração, paciência e cooperativismo, trazendo benefícios não só para o corpo, mas para a mente também.

Mas qual é a diferença entre o esportista e o atleta? Ambos são praticantes de atividade física, mas os objetivos diferentes. O esportista é aquela pessoa que realiza alguma atividade esportiva, como corrida, musculação, natação, triatlo, esportes coletivos, sem caráter profissional. O atleta é o esportista que apresenta um nível profissional e atinge altos níveis de desempenho, tendo como foco a competição. E muitas vezes tem o esporte como profissão.

Tanto o esportista quanto o atleta sabe da importância de uma boa alimentação para que haja melhor rendimento na prática esportiva. Nutrição e atividade física têm uma importante relação. A ingestão equilibrada de nutrientes não é somente benéfica para a saúde do corpo, como tende a melhorar a capacidade de rendimento do organismo, além de contribuir para redução da incidência de fatores de risco, tais como aumento de peso corporal e de gordura localizada, elevadas taxas de colesterol, hipertensão, desgaste ósseo e das articulações.

No caso do esportista, o exercício físico vai além. A inserção do esporte no cotidiano de uma pessoa gera diversos benefícios e modifica aspectos físicos e sociais, como a socialização, aumento da autoestima, concentração elevada e diminuição do estresse. Rodrigo Oliveira, 41 anos, foi fumante e sedentário por 15 anos antes de mudar os hábitos e partir para uma vida mais saudável. Ele não só introduziu a atividade física em sua rotina como sentiu a necessidade de se tornar um esportista.

“Depois de parar de fumar, resolvi que tinha de fazer alguma atividade física. A primeira opção foi correr e decidi que disputaria uma maratona. Procurei os profissionais de atividade física e nutrição, treinei bastante e alcancei o feito após um ano em meio”, conta Rodrigo. “Após o nascimento da minha filha, a ajuda em casa e o trabalho me tomaram bastante tempo e só consegui voltar alguns anos depois, principalmente após uma piora na saúde. Meu cardiologista sugeriu que retomasse as atividades físicas e escolhi o triatlo, esporte que não pretendo largar nunca mais.”

A diferença entre aquele que pratica atividade física do dia a dia e o esportista é o gosto pelo esporte. A pessoa acaba se encantando com a modalidade escolhida e traça metas, o que só traz benefícios para a saúde. “Logo que se inicia um programa de exercícios, os benefícios são claríssimos, o principal diz respeito à disposição e o ganho nos níveis de saúde, como controle da pressão arterial, queda nos índices de colesterol e triglicerídios e aumento expressivo da autoestima”, aponta.

Além de trabalhar fora, Rodrigo continua ajudando a esposa em casa. Nem por isso arruma desculpas para deixar a atividade física de lado. “Sempre gostei de esportes, mas desde que iniciei o triathlon a identificação foi tamanha que não tive dúvidas sobre levar uma vida mais voltada para as atividades físicas. Hoje, posso dizer que boa parte da minha vida é organizada de forma a permitir que eu treine consistentemente”, explica.

Benefícios

Uma das mudanças mais significativas nesta nova vida sem cigarro e sedentarismo foi a mudança na alimentação, ainda mais necessária para quem pratica esportes com regularidade. “A prática desportiva acaba exigindo mudanças saudáveis na alimentação para manter o organismo eficiente e preparado para o exercício. Perdi mais de 15 quilos em um ano, mas o mais importante foi que todos os meus indicadores de saúde apresentaram melhoras claras” conta Rodrigo.

A prática esportiva deve ser combinada com uma boa alimentação, que é baseada na ingestão de vários grupos alimentares. Dê preferência para os alimentos in natura ou minimamente processados, evite os ultraprocessados e não abuse de sal, açúcar e gorduras saturadas.

Introduziu o esporte em sua rotina? Além de saúde ganhou diversão? Que tal, então, virar um esportista? Lembre-se que o exercício ideal é aquele que leva em consideração a individualidade, a rotina de cada um, a vontade, o prazer em fazer o exercício e a aptidão física. Escolha uma modalidade, faça uma avaliação física e pratique esportes por uma vida mais saudável.

 

Compartilhar:

A+

A-

A



Visite o Portal da Saúde

Acesse o Blog da Saúde

Publicações do Ministério da Saúde

Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva

Ministério do Esporte