04/01/2018

Campeã do vôlei de praia, Ágatha dá dicas para se exercitar durante o verão

 Ágatha Bednarczuk Rippel, campeã mundial de vôlei de praia, medalhista de prata nos Jogos Olímpicos Rio 2016 e bolsista do Ministério do Esporte na categoria Bolsa Pódio, conversou com o site Saúde Brasil e dá dicas para quem está em uma cidade de praia e não quer ficar parado no verão. 

Verão e período de recesso escolar: a época é ideal para o início de um novo hábito, a atividade física. Exercitar o corpo ajuda a diminuir estresse e melhorar a saúde para curtir melhor o ano que se inicia. "O verão é uma baita oportunidade para as pessoas saírem de suas casas e iniciarem uma atividade física. É momento de pegar aquele sol gostoso e socializar com mais pessoas. Que esses passos sirvam de pontapé inicial para que quem não faz nenhuma atividade. Comece e siga o ritmo ao longo do ano. Todo mundo precisa se movimentar sempre", afirma Ágatha. 

Sobre se exercitar na praia, Ágatha explica que seu "local de trabalho" exige algumas precauções. "Cuidar da saúde do seu corpo é importante tanto na praia quanto em qualquer lugar fechado. Você sempre precisa alongar bem os músculos e fazer aquecimento. O que realmente muda quando você está na praia é a questão do cuidado extra com o sol e com a hidratação", destaca a atleta. 

 

Ágatha em ação durante os Jogos Olímpicos Rio 2016. Foto: Roberto Castro/Ministério do Esporte

 

Na praia, é preciso ingerir mais água que o normal - e uma aguinha de coco também cai bem. "Quanto ao sol, a exposição é muito grande. Eu treino com roupa comprida, que tem proteção contra raios ultra-violeta (UV). Mas se a pessoa escolhe roupas leves, como a maioria nessa situação, ela não pode esquecer o protetor solar.  É preciso também se preocupar com algumas partes do corpo que as pessoas deixam de lado. O protetor solar tem de ser passado na palma da mão, na parte de cima do pé e nas orelhas, por exemplo. Recomendo também usar chapéu ou boné e óculos escuros, pois a proteção dos olhos é muito importante", acrescenta Ágatha.

Por ser um terreno irregular e com impacto menor, a areia pode se transformar em um aliado do exercício. "Quando você pisa num terreno irregular, automaticamente você trabalha sua coordenação e os seus músculos vão se acostumar com aquela demanda. Só que é preciso dizer que a adaptação varia de acordo de como o corpo está preparado, já que a atividade na areia exige mais. Ao passo que é bacana, pois cria um exercício intenso e trabalha muito os membros inferiores. O tempo de trabalho na areia deve ser menor do que aquele em piso duro, tamanha a dificuldade. Repito o que disse antes: o alongamento e o aquecimento bem feitos não podem ser esquecidos, pois temos de preparar o corpo", finaliza a atleta.

 

Ágatha (E) e Bárbara conquistaram a medalha de prata nas Olimpíadas de 2016. Foto: Roberto Castro/Ministério do Esporte

 

 

Clique na imagem para ampliar
Clique na imagem para ampliar

 

Leia no Blog da Saúde:

» Saiba como se alimentar bem durante o calor

Compartilhar:

A+

A-

A



Visite o Portal da Saúde

Acesse o Blog da Saúde

Publicações do Ministério da Saúde

Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva

Ministério do Esporte