22/02/2018

Dores nas costas podem ser tratáveis em qualquer idade

images/dores_nas_costas_idoso_900x600.jpg

Quando um adulto ou idoso sente dores nas costas, o aconselhável é buscar um profissional de saúde antes de qualquer coisa. E a prevenção é sempre o melhor remédio. Antes mesmo de sentir as dores, procure fazer atividade física regularmente, sempre com o acompanhamento de um profissional de educação física, e fique de olho em sua postura. Ela deve ser correta quando está sentado, deitado, em pé ou fazendo qualquer atividade. Mas para as pessoas que já sentem essas dores, principalmente na terceira idade, o que fazer?

A postura é a relação entre a posição do corpo e o ambiente. Ela é afetada pela força de gravidade que obriga determinados músculos a se contrair para manter o equilíbrio. O ideal é que a posição correta seja alcançada com o menor esforço possível dos músculos.

“Os idosos podem, sim, fazer exercícios posturais, mas com a orientação de um terapeuta ou educador físico”, explica Patrícia Garcia, professora do departamento de fisioterapia da Universidade de Brasília (UnB) e membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG-DF). “Existem grupos que fazem esses exercícios, mas também é algo que dá para fazer em casa. Mas aí seria preciso um direcionamento desses profissionais para aprender a maneira correta”, acrescenta.

“Nem todo idoso precisa de um exercício postural. Mas alguns têm uma alteração postural maior que o normal e a atividade seria aconselhável. Uns precisam fortalecer braço, outros as pernas ou ainda a coluna. E postura é tudo isso, postura dos braços, pernas, coluna, pescoço. A atividade envolve vários tipos de exercício”, lembra a professora.

Uma das vantagens dos exercícios posturais é prevenir um risco recorrente entre idosos. “As pessoas mais velhas têm uma alta prevalência de queda. Se você perguntar a um adulto de meia idade se ele lembra se sofreu quedas nos últimos anos, ele provavelmente vai dizer que não. Já o idoso pode ter uma, duas, três ou mais quedas ao ano. Eles sofrem muito com o desequilíbrio. O risco de quedas é grande, em parte, por conta disso. Necessariamente é preciso ter uma boa postura para manter minimamente o equilíbrio e os exercícios posturais podem ajudar nesse sentido”.

Os desvios posturais podem ser variados e por diversas causas. Alguns deles, por exemplo, acontecem após toda uma vida sentando de maneira incorreta ou provém da falta de atividade física ao longo dos anos. Há também as questões de falta de fortalecimento muscular e alongamento. Procure profissionais da área para saber de seu caso em particular e para que seja direcionado à atividade correta.

Foto: Karina Zambrana

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhar:

A+

A-

A



Acesse também

Parceiros