30/01/2018

Atividade física é benéfica também para pessoas com doenças cardiovasculares

images/atividadeFisica_cardiovascular2.jpg

 A prática regular de atividades físicas ajuda na prevenção de doenças cardiovasculares, pois reduz a tensão arterial e o colesterol, aumenta a energia e melhora qualidade do sono, além de ajudar a manter o peso saudável e controlar o stresse.

E se a pessoa já tem uma doença cardiovascular, pode fazer exercícios normalmente?

“Quando uma pessoa descobre uma doença cardiovascular pode achar que não pode fazer exercícios, mas é justamente o contrário. Eles fazem parte do tratamento. Se a pessoa tem hipertensão, por exemplo, o exercício é um remédio! É claro que o médico ajusta todo o tratamento e depois disso faz a indicação de quais atividades o paciente precisa e pode fazer. Hoje temos até mesmo atletas conhecidos nacionalmente, de alto rendimento, que são hipertensos”, aponta o cardiologista e médico do esporte Maurício Milani.

As atividades físicas mais benéficas para os doentes cardiovasculares são os exercícios aeróbios. Caminhar, correr, andar de bicicleta e nadar são alguns exemplos desse tipo de atividade.

“Existem cardiopatias que muitas vezes limitam temporariamente a atividade física, mas depois de estabilizadas as doenças ou ajustado o tratamento medicamentoso, os indivíduos podem voltar à ativa normalmente. Pacientes pós-infartados ou que fizeram cirurgia cardíaca poderão estar correr e pedalar. Tudo depende do tratamento. Se ele for adequado, a doença cardiovascular não vai impedi-lo de seguir a atividade física”, explica o cardiologista.

Fotos: Karina Zambrana/MS

 

“Uma pessoa que acabou de ter um infarto, por exemplo, precisa primeiro passar por um programa de reabilitação, acompanhado por profissionais. Com o tempo, o corpo vai se adaptando até que o indivíduo volte às atividades normais”, conclui Milani.

As pessoas ativa têm menos chances de ter doenças cardiovasculares como AVC, infarto ou hipertensão. É sempre melhor prevenir. Então, faça atividade física regularmente e alie a uma alimentação adequada. Antes de atividades físicas mais intensas, faça uma avaliação física.

 

 

Compartilhar:

A+

A-

A



Acesse também

Parceiros