28/03/2018

Quatro dicas para escolher seu ovo de Páscoa

images/Pascoa_menor.jpg

O meio amargo e o amargo, por exemplo, trazem mais cacau e têm presentes  as substâncias antioxidantes.

Essas substâncias têm função importante na prevenção de reações oxidativas e de formação de radicais livres, bem como na proteção contra danos ao ácido desoxirribonucleico (DNA) das células. Já os tipos ao leite e brancos são mais prejudiciais, com uma quantidade maior de açúcar e gordura saturada.

Mas é preciso lembrar que todos tipos dos tradicionais ovos de páscoa são alimentos ultraprocessados e, em geral, contém teor de açúcar e gordura.

“De acordo com o Guia Alimentar para a População Brasileira, os alimentos ultraprocessados possuem um baixo teor nutricional e seus componentes têm formulações que garantem um sabor muito acentuado, que estimula o consumo”, lembra Helissa de Oliveira Mendonça Moreira, analista técnica da Coordenação Geral de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde.

Por isso, alguns conselhos são importantes na hora de comprar o seu ovo de chocolate:

1ª dica
Prepare os doces da Páscoa em casa! Se você tem crianças, esse é um ótimo exercício para estimular o seu vínculo com elas e fazer com que conheçam a origem dos alimentos. Assim, podem ser preparados doces exclusivos, não necessariamente de chocolate, e com uma menor quantidade de açúcar.

2ª dica
Procure também ovos artesanais. Assim, você garante a procedência dos ingredientes valoriza a economia local!

3ª dica
Se optar por comprar ovos industrializados, preste atenção no rótulo da embalagem do ovo de chocolate! Na lista de ingredientes os itens que vêm primeiro são os que estão presentes em maior quantidade. Por exemplo, se o açúcar figura logo no início, é um sinal de alerta para o seu excesso. Já quando o cacau aparece primeiro, significa que o chocolate tem boa qualidade.

Também confira no rótulo se aparecem muitos aditivos, como aromatizantes, corantes, emulsificantes e conservantes, pois não se sabe o efeito em longo prazo dessas substâncias sobre a saúde. Por último, confira a data de validade do produto.

4ª dica
Nada de chocolate ou açúcar antes de dois anos de idade! É importante lembrar que o Ministério da Saúde não recomenda o consumo de chocolate ou qualquer outro alimento que contenha açúcar na composição ou açúcar adicionado nessa idade.

Saiba mais

O chocolate tem tipo, composições e cores diferentes. Entenda o que cada um traz, com a explicação do livro ‘Desmistificando dúvidas sobre Alimentação e Nutrição’, produzido pelo Ministério da Saúde e pela Universidade Federal de Minas Gerais (baixe aqui):

Branco
É feito basicamente de manteiga de cacau, leite e açúcar, e não apresenta cacau, sendo este o tipo com maior teor de gordura saturada, açúcar e calorias.

Ao leite
É um alimento de alto valor calórico, que contém grandes quantidades de gorduras saturadas e açúcar.

Meio amargo e amargo
Apresentam menor quantidade de leite, gordura e açúcar e maior quantidade de cacau, conferindo maiores teores de substâncias antioxidantes e menor valor energético, quando comparados ao chocolate ao leite.

 

Compartilhar:

A+

A-

A



Acesse também

Parceiros