20/12/2017

Idosos têm de estar alertas sobre consumo temperos prontos e bebidas açucaradas

images/refrigerante_shutterstock_1200x800.jpg

Esse declínio lento e gradativo do paladar acaba afetando a rotina alimentar e a saúde dos idosos, já que, para compensá-lo, muitas pessoas tendem a aumentar o uso de temperos nos pratos e do açúcar nas bebidas.

A nutricionista e pesquisadora da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Karina Pfrimer, explica ao site Saúde Brasil como manter o prazer da gustação sem prejudicar o organismo.

Na correria do dia a dia, os temperos prontos (em pó, pasta ou tablete) aparecem como solução na hora de preparar as refeições mas carregam riscos que poucos notam: o excesso de sódio. "Os temperos prontos estão entre os maiores problemas na alimentação dos idosos. Muitos procuram essa praticidade, mas se esquecem que eles têm bastante sódio na fórmula, como é o caso do molho shoyu. A saída é esquecer esses e partir para soluções mais frescas e saudáveis, in natura mesmo. Pode usar alho, cebola e todo tipo de ervas (como cheiro verde, manjericão, orégano, coentro, alecrim, etc) que são encontradas facilmente na feira”, aponta a nutricionista.

Quando o assunto é enriquecer o sabor do alimento, o negócio é investir no conhecimento da culinária. "Vale a pena conversar com amigos e familiares ou até mesmo com os feirantes para saber qual a melhor erva que combina com aquela carne ou o prato que pretende cozinhar. Também é importante maneirar no sal. Em muitas feiras livres, há bancas que vendem o sal já misturado com outros temperos naturais. É uma ótima ideia porque o sal vem em menor quantidade e o idoso acrescenta mais sabor aos alimentos por conta de várias ervas que estão ali misturadas."

» Por que a redução no consumo de sal traz benefícios para a nossa saúde?

» Conheça a importância do consumo moderado de sal iodado

 

Bebidas açucaradas

Com a diminuição da sensação do paladar, os idosos buscam ainda mais bebidas doces e acabam escolhendo produtos processados que abusam do açúcar em suas composições. "Quando falamos de bebidas açucaradas lembramos logo do refrigerante e do suco pronto, mas esquecemos que existem outras opções no mercado que os idosos devem evitar, como os chás prontos, por exemplo", lembra Karina. "A melhor opção é sempre o suco da fruta in natura ou o chá feito na hora, com as ervas. Se ele reparar bem no rótulo vai, ver que as bebidas prontas contêm uma quantidade abusiva de açúcar e de sódio, que não está só nos produtos salgados. Se o açúcar estiver entre os primeiros ingredientes citados no rótulo, isso quer dizer que ele está presente em grande quantidade no produto".

 

Leia também: 

» Idosos precisam ter ainda mais atenção com a hidratação

» Bons hábitos alimentares e rotina saudável ajudam no bem estar dos idosos

 

Compartilhar:

A+

A-

A



Acesse também

Parceiros